Biblioteca do Instituto Ricardo Brennand, com ênfase em História do período Brasil-holandês e em fase final de construção, é parte integrante do conjunto arquitetônico da Pinacoteca, ocupando uma área de 274 m2.

Projetada para reunir mais de cem mil volumes, detém atualmente um acervo próximo dos 20.000 itens: entre livros, opúsculos, periódicos, partituras, discos, fotografias, álbuns iconográficos e obras raras, em fase inicial de processamento.

Disponibilizará ao público em geral, para pesquisa, obras de grande interesse histórico, cultural e artístico a partir das coleções particulares de seu fundador e colecionador Ricardo Brennand, de José Antônio Gonsalves de Mello, Neto, pesquisador pernambucano do período Brasil-holandês e autor de “Tempo dos Flamengos”; de Edson Nery da Fonseca, professor, documentalista e escritor especialista em assuntos gilbertianos (Gilberto Freyre); e a de Pe. Jaime Cavalcanti Diniz, musicólogo, estudioso do período colonial.

A coleção de Obras Raras abriga obras dos século XVI ao XX, dificilmente encontradas em outras bibliotecas ou arquivos. O tema principal dessa coleção são livros sobre o Brasil, escritos por viajantes dos séculos XVII ao XIX, e livros escritos nos períodos colonial e imperial, obras de grande interesse para a pesquisa histórica, artística, cultural, política, de costumes e história natural.